2 de fevereiro de 2015

Moqueca da Bia


Dizem que um dos segredos da comida mineira é a panela de pedra. Esta veio de Conselheiro Lafaiete - MG, presente da querida amiga Maria Sueli, a conheci na minha loja física.


A moqueca é "da Bia" porque faço do meio jeito, sem receita (p/ variar rs) no instinto a gente pode ir além do "quadrado" da receita. A panela já esta curada pronta para ser utilizada, primeiro coloco aproximadamente 50 ml de azeite de dendê (dendê uso com parcimônia) no fundo. 


E vou montando os temperinhos que gosto e disponibilizo, alho e cebola fatiado.


tomate picado.


uma camada de batata cortada na horizontal finíssima (bom para encorpar o molho), por cima cheiro verde (coentro) e tomate em rodelas.


Pego umas postas de pescada amarela (aproximadamente 700 gramas), que antecipadamente já havia colocado no marinado por duas horas, fica bom também na geladeira de um dia para o outro. O marinado super simples: Sal e limão.


repito o mesmo processo dos tempero em cima, exceto o alho, e acrescento o pimentão  cortado em rodelas. Coloco um pouco de azeite de dendê, sal a gosto.


Tampo a panela e para aquece-la bem, deixo em fogo alto por 10 minutos, e depois em fogo baixo, entre 10 a 15 minutos.


Não coloco água, o segredo é não destampar, a própria umidade dos temperos, o peixe e o vapor vai gerar o molho para o cozimento, e como a panela retem bem o calor, a tampa é pesada, é como se fosse uma pequena panela de pressão.


Cozinhou, ok! Para finalizar um vidro de 200 ml de leite de coco.


Não é bom ferver o leite de coco, no máximo aqueça, para não talhar e ficar com perfume fresco do coco. Afinal não se come só com a boca e os olhos, na frente de uma comidinha honesta, todos os sentidos ficam em alerta rs.
A rusticidade da panela é um charme a parte, você pode leva-la direto para mesa, conservando o alimento quente por mais tempo.
Motivos para você adquirir uma panela de pedra são vários, o que mais me chamou atenção foi:
- Não solta resíduos químicos nos alimentos;
- É 100% natural e artesanal;
- Retem calor acelerando o cozimento;
- Não é atacada por ácidos, porém, o melhor de tudo, super fácil de lavar e nem precisa ariar!
E você, já usou uma panela de pedra sabão?


Em breve na Jubiart - Artesanato, loja física teremos panelas de pedra sabão com acabamento em cobre, entre outras novidades. Aguarde!!!

13 comentários:

  1. Bia,

    Ai que saudade que eu tenho de moqueca de peixe!
    Nossa, ainda mais feita em panela de pedra. Deve ficar ainda mais soborosa.
    Nunca usei de pedra, sim de barro, feita lá no Espírito Santo. É ótima pra fazer moqueca também.
    Sua loja é um encanto.
    Uma linda semana! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei, a começar pela panela que dá um gosto tri especial! Ótima receita! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. babei na sua moqueca, mas fiquei aqui matutando,
    no que sera a pescada amarela ??
    pensei fosse mostarda.

    baci

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fifia, bom te ver por aqui! Desculpe, realmente não fui muito clara, é um peixe do mar, com uma carne tenra e sabor marcante, muito saboroso!
      Beijoooooo

      Excluir
  4. Olá meus amigos, parabéns pelo belo trabalho. Já estou seguindo.
    Aproveito e convido-os a conhecer também o nosso blog.
    Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  5. Eu também não sou fã de receitas... só uso da primeira vez e depois mudo tudo fazendo do meu jeito... E simplesmente preciso de uma panela assim na minha vida e na minha cozinha!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bia!
    Adoro moqueca! Quando viajei para o Espírito Santo, comia moqueca todos os dias. Até moqueca de Siri eu comi! :)
    A minha irmã cozinha bastante em panela de pedra e até me deu uma de presente, mas faz muitos anos. A panela ficou em sua casa para que resgatasse e sempre esquecia de pegar. Ainda deve estar lá... Talvez se eu tivesse o costume de usar, tivesse me lembrado.
    Parece que tem um processo de cura e depois alguns cuidados. Acho que fiquei com medo de usar a panela. Uma vez tentei fazer moqueca na panela que comprei na viagem ao Espírito Santo e ela ficou com gosto de telha, mesmo depois de seguir todo o passo a passo para a cura da panela.
    Acho linda as panelas de pedras, são super decorativas! A sua moqueca foi para abrir meu apetite!
    Obrigada pela presença no aniversário do "Luz" e também pela companhia nesses anos...
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Luma, também já fiz em panela de barro que ficou com esse gosto e cheiro de barro horrível! A panela de pedra não fica com gosto nenhum é neutra.
      A cura é simples e natural: Untar com óleo de cozinha ou banha por dentro e por fora, expor ao sol por 4 dias ou ao forno por meia hora, deixar esfriar e repetir o processo do forno duas vezes. A minha amiga já enviou-me esta curada.
      Eu é que agradeço a aprendizagem, o apoio e carinho por estes anos... (tamo ficando véias rsrsrs)
      Bjãoooo

      Excluir
  7. Uau!! Muito legal panela de pedra sabão, dizem que é maravilhoso mesmo. Eu nunca comi nada feito com uma panela dessa. Mas a sua receita deve ter ficado mesmo uma delicia, adoro moqueca! Adoro peixe!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir

Amo a participação de vocês! Através dos comentários, troca de experiências, informações, alertas, "puxadas de orelhas". Tudo é uma eterna aprendizagem... Grata.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template customizado por Meri Pellens.Tecnologia do Blogger.
Voltar ao topo