11 de fevereiro de 2014

Bolsinhas de buriti e história de bondade...


Bolsinhas feitas de fibra de buriti com semente tento carolina e acácia, bem tecidas com acabamento impecável.


Feitas pelo índio, artesão Ricardo Apinajé.


Investimento: R$ 25,00 + frete. Contato - biaarte@hotmail.com, veja mais produtos na nossa fan page https://www.facebook.com/jubiart.artesanato?ref=hl


Agora um pouquinho de história: Ano passado, a amiga e professora/artesã Márcia Anacleto enviou-me do interior de São Paulo vários mimos, entre eles revistinhas infantis para o meu filhote ler e ficar no Espaço do Artesão na Jubiart, as revistas foram cedidas da coleção do seu filho Caio, prometi que uma parte iria doar para as crianças Apinajés, como no período não fui nas aldeias, quando elas apareceram, juntei mais outros gibis e livrinhos infantis do Izaias para entregar as mesmas, contei sobre o Caio, um menino que mora muito longe mas que gosta de dividir e compartilhar os seus livros.


Eles ficaram muito felizes com a surpresa!


Eram três meninos, dois filho do Ricardo, e um sobrinho, sentaram com a mãe na calçada da loja e começaram a folhear... Ficaram de dividir com os outros amiguinhos na aldeia, aqui somos meio "intercâmbio", vendo/divulgo seus artesanatos, sempre doamos roupas calçados, amigos deixam aqui para serem entregues também. Conto isto com uma certa tristeza, não é esta realidade que quero para meus amigos e irmãos indígenas, queria mais respeito, mais direito, mais dignidade, infelizmente a "luta" é desigual, protestamos, nos indignamos, porém a muito para se conquistar e realizar.
Caio, Gratíssima! Ainda não perdi a fé nos homens com bondade no coração, como você!


12 comentários:

  1. Olá Bia

    Se a distância não fosse tão grande, quantas coisas poderiam ser doadas, aqui do sul para que vc pudesse distribuir aí. Parabéns por seu belo trabalho.
    ÓTIMA SEMANA
    Amanhã haverá uma surpresinha.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
  2. Que legais as bolsinhas e a atitude de Caio, linda!! Muito bom isso e corações bons, são necessários cada vez mais! bjs,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia,
    Adorei as bolsinhas. São lindas! Mas o mais bonito é a sua atitude e a rede de bondade que vc tem tecido a sua volta.Parabéns!
    Beijos 1000 e uma ótima 3ª-feira para vc.

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a Betty! A atitude da Bia é que faz essa rede de solidariedade funcionar!

    Eu e Caio apenas agradecemos o fato de poder fazer parte deste lindo projeto de vida! É só um pouquinho... mas faz bem ao coração, me emociona saber que pessoas de tão longe puderam se beneficiar de nossos gestos!

    Abraços carinhosos e cheios de emoção!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Bia, como vai?
    Muito bonito o trabalho do artesão e a atitude de partilhar gibis com os membros da aldeia.
    Ano passado estudei um livro sobre diversidade cultural e pude saber como a realidade em relação aos índios é mascada e manipulada pela sociedade. Lamentável! Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. As bolsinhas são lindas. A história apertou meu coração. Os esforços são tantos de algumas pessoas; mas como você bem disse, a "luta" é desigual. Ainda assim quem realmente vive são eles que sabem preservar suas tradições, sabem segredos da natureza e ainda conseguem se adaptar às realidades impostas. Paula

    ResponderExcluir
  7. Bia, que bolsinhas lindas!Aqui fazem elas com palha de milho, eu tinha uma quando era criança.E que gesto lindo de fraternidade!!TE ADMIRO DEMAIS!!BJS.

    ResponderExcluir
  8. Linda a história e linda as bolsinhas! Muita admiração por você e suas atitudes.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  9. Olá Bia

    Passando para desejar boa noite. Esta semana o tempo está super curto.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir

Amo a participação de vocês! Através dos comentários, troca de experiências, informações, alertas, "puxadas de orelhas". Tudo é uma eterna aprendizagem... Grata.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template customizado por Meri Pellens.Tecnologia do Blogger.
Voltar ao topo