29 de novembro de 2013

Cores com o natural para aquecer...


O verão (com a chuvarada) promete muitas cores quentes, fazendo mix com os tons pastéis, na Jubiart têm cores, mas o natural sempre está presente nas peças. Afinal, é você que faz a sua moda! Tendências são opções que podem cair no gosto popular ou não. Então, mande os conceitos para aquele lugar... (Os designers vão querer meu pescoço rsrsrs). E invista naquilo que os seus olhos se apaixonam. Sou assim! E você?


Colar com semente de açaí tingida e morototó natural.


Ele é curto e longo ao mesmo tempo (o tal do paradoxo rsrsrs).


Gosta de combinar, harmonizar? Pode acompanhar com esta pulseira, o fecho é regulável.


Colar torçal é sempre um curinga, ainda mais no tom da semente natural, vai bem com tudo.


Para quem gosta dos curtos, ele fica bem justo no pescoço.


Colar pura energia! Todo natural com tento carolina, morototó e pau de pupunheira (a mandala).


Este está combinando com o gorro do Papai Noel rsrsrs.


Colar com semente de jupati lapidado natural, semente de morototó natural e tingida.


Gosto muito deste matizado natural da semente de jupati.


Olha a pulseira! Ficou estilo bracelete.

Lembrando compras acima de R$ 150,00 - no Brasil o frete é grátis.
Não gostou do produto? 15 dias para devolução (pagamos o frete).
Contato - biaarte@hotmail.com
Ah! o principal: A boa energia que acompanha o produto, também é grátis!


27 de novembro de 2013

Salmão com leite de coco babaçu?


Pois, pois! Estamos na época da piracema, onde a pesca é proibida de novembro até final de fevereiro, época em que os peixes se reproduzem, comemos peixes de criatórios, vendido na feira ou em supermercados vindo de outros lugares, como o salmão.


Tiro do freezer um dia antes e coloco na geladeira, a perda de qualidade com esse descongelamento é pouca.


Tempero básico: Coentro, cebola e pimenta de cheiro que pode ser substituída por pimentão.


Um bom azeite, não coloco limão no salmão, interfere no sabor, é só uma opinião particular, não sou especialista rs.


Misturo a azeite, sal a gosto nos temperinhos, depois espalho em cima do filezão, já numa forma untada de azeite. cubro e coloco p/ marinar por 2 horas na geladeira (isto é opcional).


aqui vem a parte mais chata, gosto de tirar essa casca da amêndoa do coco babaçu. Essa parte chata deixo para a minha irmã fazer (Sou muitooo boba rsrsrs).


Ela fica branquinha. 


Antes, ainda pico um pouco elas para depois ir p/ o liquidificador (é, são duras), porém dá um leite bonito de se ver e saborear.


Coloco o salmão para assar no forno. Quando ele tiver com esse aspecto, sem líquido, tire do forno.


O molho cremoso do babaçu, super simples: Meio litro de leite, sal a gosto e uma colher (de sopa) de trigo para encorpar. Mexeu, ferveu e encorpou? Está pronto! Só jogar em cima do salmão.


Para acompanhar mandioca/aipim/macaxeira (nome varia conforme a região) cozida no sal e meia colher de sopa de manteiga. Essa estava bem fresquinha, como o coco babaçu aqui da região.


Cozinho por instinto, detesto medidas, por isto tento fotografar passo a passo para você do outro lado ter alguma noção. O filé de salmão tinha aproximadamente um kilo.
Gente, neste experimento, a família foi a cobaia (para variar rsrsrsrs), só ouvia o "hummmm...". Não existe melhor elogio do que boca cheia e suspiros profundo de prazer. Amo cozinhar para pessoas queridas!

Este post é em homenagem a duas blogueiras que cozinham como ninguém! E que sempre estou  abelhudando e aprendendo com elas:
A Lia Agio (Pepinha p/ os íntimos) do http://www.otachodapepa.com/  aproveite para participar do sorteio super fofo de fim de ano (as irmãs Agio são também artesãs).
e a Paula da http://executivadepanela.blogspot.com.br/, aproveite que lá tem festa.

20 de novembro de 2013

Personalizar e Customizar



Hoje, nós sempre queremos personalizar, transformar, dar um toque pessoal na decoração. Passeando pela Lojas Americanas encontrei essa plaquinha em MDF purpurinada.


Tenho esse hábito de olhar um objeto, pensar e associar a outra coisa... As vezes vou para o mundo da lua rsrsrsrsrs. Neste caso, fiquei na terra mesmo, levei a plaquinha para o cafofo, na base das letras fiz essa amarração simples com fio encerado vermelho.


E prendi as sementes de açaí, natural e tingida nas pontas, você não tendo semente pode ser berloques, fofices em tecidos, ficar atento para o peso, o material tem que ser leve. Nos lados reutilizei bolas douradas do ano passado e as prendi no fatiado do coco babaçu. estes detalhes natalinos estão na entrada da loja Jubiart - Artesanato.


Essa, é uma moldura de madeira que reutilizei. Pendurei na parede do cômodo onde ficam as roupas artesanais e indianas, selecionei imagens e imprimi numa impressora comum, alguns momentos marcantes de 2013. Prendi o papel na parede com fita crepe para não tirar a pintura ou marcar, já que sempre vou estar mudando as imagens. 


Ficou assim.

Conhecer nossos produtos? Visite a nossa fan page, o link está no seu lado direito. 

16 de novembro de 2013

7ª Edição do BookCrossing Blogueiro. Vemmm!


Ufa! Cheguei, driblei o tempo... A sétima edição do BookCrossing Blogueiro já é um movimento com história e tradição no mundo virtual que contagiou o real, ele é fácil de ser praticado: Deixe um livo em algum lugar público, e avise ou peça para pessoa que pega-lo quando terminar de ler o mesmo, deixei-o de novo em um lugar público, o livro vira um Sr. itinerante. A Luz, ilumina este movimento, veja mais na http://luzdeluma.blogspot.com.br/


Coloquei um aviso na capa dos livros.


Como está chovendo toda noite, passei em todos filme plástico.



Vamos aos títulos! Este livro comprei num sebo, pense num livro que já emprestei para várias pessoas e sempre pedia para terem o maior cuidado, ele era o meu xodó, entre vários que tenho do Leo Buscaglia, ele discorre sobre o amor como ninguém. Chegou o momento de outras pessoas se encantarem com este livro.


Este ficou na mesa da padaria da minha city, este cara saindo de fininho é meu cúmplice, ele amou participar da libertação dos livros, e me perguntou "mãe eles vão rodar o mundo?", respondi: "Eles vão rodar bastante, e quem sabe não dê a volta no mundo... Tudo é possível".


Este livro no faz parar e refletir sobre o sentido da vida, um narrativa muito sensível do autor sobre a morte, céu, vida, causa e efeito,


Deixamos no passeio da avenida principal de Tocantinópolis.


Faço parte do Clube do livro Espírita, recebo um por mês, independente de doutrinas, a leitura deste é universal, diz respeito de comportamentos, convivência e conflitos da alma familiar.


Colocamos na porta de uma movimentada loja da Av. principal.


Apesar de ser um livro técnico, a leitura é leve e interessante.


Deixamos neste posto de gasolina fechado na Av. principal.

Nas primeiras edições, percebia que tinha pena de soltar, libertar, largar um livro bom, sempre separava os excedentes, hoje percebo que o livro tem que ser bom, interessante para atiçar, estimular o bichinho da curiosidade de quem o encontra.

12 de novembro de 2013

Pintando O Sete!


Brincar com as cores é uma delícia! Não precisa ser um Modigliani, basta gostar. Aqui uns fundos de telas inacabadas, espaço pequeno, elas invadem a loja para secarem naturalmente.


Tela/painel de 60 X 45 cm, fundo com tinta a óleo e pasta para modelagem. 


 Matéria prima em alto relevo: Flores de garrafa pet.



Borboleta de garrafa pet. 


Folhas moeda e cabo verde esqueletizadas. 


É uma tela muito rica em boas energias, feita a seis mãos, explico: O belo trabalho de reciclagem vem da amiga Sherol Vinhas, ela tem uma loja real na cidade histórica do Goiás Velho, e uma loja virtual onde vc pode ter acesso aos seu trabalhos http://sherolvinhas.blogspot.com.br/. As folhas esqueletizadas também foi outra grande parceria com Adriane Adratt, conheça essa gaúcha que transforma as folhas do Cerrado de forma sustentável sem impactar o meio ambiente http://yasaibiojoias.blogspot.com.br/. Cá entre nós, Jubiart sempre bem acompanhada.
Para você muita luz, e uma excelente semana! A vida segue...

5 de novembro de 2013

Saberes... Para Compartilhar!


O Espaço do Artesão, andou recebendo doações de livros


que fogem um pouco da área artesanal (artes),


porém não fogem dos saberes que sempre enriquecem o conhecimento do leitor. Recebemos, acolhemos e divulgamos com muito carinho, grata!


Este comprei para o acervo, é autoexplicativo,


do elementar, como orientação do material básico a ser utilizado,


traços, movimentos, perspectivas, sobra, luz, estudo e exemplo de grandes mestres, excelente para estudo!


O BookCrossing está em sua sétima edição, ele ocorre duas vezes ao ano, é um exercício de desapego e compartilhamento de saberes, saber mais visite a Luz que ilumina todo este grande movimento de desapego literário na net http://luzdeluma.blogspot.com.br/.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template customizado por Meri Pellens.Tecnologia do Blogger.
Voltar ao topo