23 de julho de 2011

Coletiva Educação e Escola



Escrever um pouco sobre minha experiência educacional é bem mais fácil que sobre a educação no país. Você lembra do MOBRAL? Minha mãe foi professora do MOBRAL, ficou na memória as palavras associadas do cotidiano, como: TIJOLO, bem melhor do que "OLAVO VIU A UVA", a uva ficava no meu imaginário... Nos anos 70 no extremo NORTE, interior, a minha realidade estava bem distante dos meus primeiros livros didáticos. Estudei dentro de igreja, estudei com duas turmas simultaneamente (o tal do seriado), histórias para contar tenho muitas... Mas o que me marcou muito foi a educação muda, silenciosa, solitária de dentro das parcas bibliotecas que encontrava em algumas cidades pequenas, quando entrei pela primeira vez em uma grande biblioteca (a Municipal da cidade de Belém -PA), fiquei deslumbrada, virei quase frequentadora/moradora, economizava dinheiro do lanche do Colégio na época para pegar um ônibus para chegar no paraíso, no meu mundo paralelo, lembro-me que havia livros que não podiam ser emprestados, lia a prestação, um deles foi o GERMINAL de Émile Zola, entre vários que seguem e fazem parte da minha vida até hoje.

A imagem foi emprestada do Gogle, e na busca achei esta informação interessante:

"Com seu acervo exclusivamente composto de textos completos e itens digitais integrais como sons e imagens, a Biblioteca Digital da Central de Cursos da Universidade Gama Filho ultrapassou a marca de um milhão de itens neste início de fevereiro de 2011, e torna-se a maior Biblioteca Digital do Brasil. Acessem!!!! Trata-se de uma ótima referência em pesquisa."

http://www.posugf.com.br/bibliotec

Uma Pandora e sua caixa!!!! e sua amiga das idéias Aleska tiveram este pensar aqui compartilhado:

"no dia 23 de Julho de 2011 (SABADO QUE VEM) eu e a Aleska convidamos vocês para falar sobre métodos de ensino, mudanças possíveis nos atuais métodos, as novas necessidades que a escolas precisa suprir para melhor atender seus alunos, o que foi bom na sua experiência escolar, o que não foi, sobre alguma experiência escolar que deu certo e você teve noticia, sobre suas lembranças escolares, sobre o que tem vivido com seus filhos de bom ou de ruim, sobre aquilo que vc acha que pode mudar e aquilo que lhe parece eterno.... Enfim, sobre EDUCAÇÃO E ESCOLA."

27 comentários:

  1. Que ideia boa Bia!
    Eu fui alfabetizada com a cartilha da "Casinha Feliz", essa ai do "Vovô viu a uva"...bem diferente de como é hoje em dia!Aliás, fico vendo meu sobrinho no 3º ano-4ª serie e é espantosa a diferença para a minha época.eles estão bem mais a frente!Bom, esstou falando do ensino particular...Trabalhei 5 anos em escola publica- os CIEPS aqui do RJ- e adiferença é gritante...as crianças passam de ano sem saber escrever.São os analfabetos funcionais...muito triste.
    Um beijo e sucesso nesta blogagem!

    ResponderExcluir
  2. Olá Bia

    Passando para uma visita rápida. qui em NY, não sobra tempo para os comentários, mas vc sabe que mora no meu coração.

    Caso ainda não esteja participando, venham fazer a sua inscrição ao SORTEIO DA JOIA criada pela designer Eliana Colognese.

    Bjooooooooooo............
    http…//amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bia que mimoso seu relato, minha escola não era bem a melhor do mundo, mas também tinha uma biblioteca onde eu me perdia e me achava por tardes inteiras, foi onde aprendi a amar conhecimento e a crescer com ele!!!

    Amei, obrigada por participar!

    ResponderExcluir
  4. Bia, que legal! Eu ja dei aula para adultos, hoje se chama EJA, e é gratificante. Somos mais que professores, somos a esperança deles...
    Tive um aluno de 80 anos que me emocionava toda vez que passava pela porta da sala, um exemplo...A esposa dele me contou que antes de partir queria me ver...Impossivel esquecer!

    Bjs e bom fim-de-semana!!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo post Bia. Vivi praticamente dentro de uma biblioteca ou de dentro de livrarias. Adoro ler e escrever.Temos uma pequena biblioteca na vila que moramos. Meus filhos, como eu, adoram trazer de lá uma pilha de livros.

    Obrigada pelo carinho lá no meu blog. Vc é um amor.
    Para comprar o guia em versao PDF é só clicar na imagem da capa e seguir as instruçoes.O PayPal converte automaticamente para reais. E vc paga com cartao de crédito. Para a versao impressa vai ser o mesmo sistema,assim que a editora mandar os guias para mim.
    Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Prazer em conhecer a brisa suave da Jubiart. Vc me fez recordar o tempo de colégio, trabalhos na biblioteca, bibliotecarias chatas que não deixava a gente conversar, agora vai controlar um grupo de adolescente sem conversas...duvido. Brigadão por me fazer voltar no tempo. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia,
    Faz tempo que estou para entrar no teu blog e conhecer voce. Que bom que entrei hoje para ler esse assunto da Educação. Gosto muito de falar sobre isso. Semana que vem eu volto entao para falar de algumas experiencias.
    Tb sou mais fã, muito mais do tijolo. Do "tu ja lê"- do que do Ivo viu a uva. Coisa que a gente ainda enfrenta nos testes de psicologia para a populaçao de baixa renda. Conhece os Wisks da vida? O que falta nessa banheira? O menino diz: agua! Errado- falta a tampa da banheira... Claro que ele que nao tem banheira deveria saber disso... E aí com respostas como essas a perguntas como essas, carimbam a criança. Meu Deus, isso tb é Brasil. Linda tua historia com a biblioteca. Dar essse valor todo ao que tem valor é um presente de DEUS. Bjos

    ResponderExcluir
  8. Nao é sabado que vem, é hoje. Bom a experiencia que sei que deu muito certo foi a direção de Yolanda Werneck das tres escolas publicas de Paqueta, com a alfabetizaçao pelo metodo do Paulo Freire e a continuaçao da essencia desse trabalho no pos alfabetizaçao. Trabalhar com aquilo que é do cotidiano da criança, como voce diz, para que fixe o aprendizado, com coisas que estaoa volta dela. Conheci Yolanda quado tinha 18 anos, ela foi direciionando minha cabeça a um bom caminho. Conheci Paulo Freire aos 20. Uma grande emoçao, depois de trabalhar com alfabetixzaçao de adultos. Foi numa epoca triste para ele,pois estava exilado e sua primeira mulher, doente. Mas sempre com os olhos brinhando ele lembrava de Recife, e tinha muita coisa para contar dos paise da Africa.
    Beijos, fico por aqui.

    ResponderExcluir
  9. Escrevo rapido, parece que nem fui alfabetizada... ui!

    ResponderExcluir
  10. Um tema sempre importante...Um beijo, lindo fds,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  11. Oi Bia querida e aos poucos vamos conhecendo tua história encantadora, por isso és a Bia de hoje, eu dei aula no Mobral e no Supletivo quando tinha 18 anos, hoje sou professora de segundo grau técnico na área de administração, mas não exerço,quando meus filhos eram pequenos e eu os criava sozinha, elegi a carteirinha da biblioteca como o documento mais importante da vida deles e eles confiaram nisso e hoje adoram ler e estudar, adorei o tema e quero assistir aos próximos capitulos, bjo grande e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  12. Amanhã o ProjetandoPessoas comemora 11 meses de existência! E de amanhã até 24/08, quando o Blog completa 1 ano de vida, preparei uma sequência de surpresas para o Blog, homenageando grandes amigos de jornada! Espero que você aprecie a minha forma de celebrar essa conquista e me passe seu feedback sincero a medida que meu plano de 30 dias de festa avance! Serão dias diferentes de postagens até aqui! Mas tenha certeza de que está sendo preparado com muito carinho para todos! Aguardo seus comentários, críticas construtivas ou sugestões, ok?
    Com muita admiração e respeito por cada um de voces! bjs e abraços Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//
    @ProjetaPessoas
    Projetandopessoas@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. QUe pena que eu não soube antes, teria participado da coletiva tb, adoro este tema, sou professora por formação, amo educação.
    Linda sua história com a biblioeca, tb tenho as minhas. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ah, Bibliotecas! Adoro cheiro de livro velho, e também dos novos. Eram meu paraíso na escola a minha "torre" onde me escondia do mundo. Ah esse mês ainda vamos fazer uma blogagem coletiva sobre meio ambiente, gostaria q participasse também, se puder falar de arte e reciclagem. Mil beijos e muito mais muito obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Bom dia amiga!

    Falando em experiência "Educação e Escola", vou te contar uma experiência minha que tento sempre esquecer porque me trouxe alguns traumas, mas já entendi o propósito do meu sofrimento inicial, porque isto me trouxe uma vitória, um sonho.
    Bem! Assim que eu terminei meu curso de graduação em Geografia, foi dar aula numa escola. E esse lugar era um "ninho de cobras", falo mesmo, porque eu sofri "pacas" naquele lugar; uma professora invejosa queimava meu filme para os alunos; e eles descontavam pesado em cima de mim. Ameaçavam-me. E eu sem fazer nada. Sempre na minha, e me dedicava com carinho a eles, e só recibia patadas. Então, resolvi que não queria me ver no futuro dentro de uma escola dando aula. Parei dois meses para estudar para o mestrado. E graça ao meu bom Deus, consegui. E hoje me sinto feliz por ter saído daquele lugar.

    Por isso, ouvir essa palavra "educação, escola" me revolta. Porque os coitados de muitos professores espalhados pelo Brasil continuam sofrendo, e nada se resolve. Tiraram seus direitos, e tudo que acontece, culpam logo o coitado do professor. Que batalha todos os dias para ganhar um mísero salário, e muitas das vezes sofrendo ameaças; trabalhando em escolas em péssimas condições, e tendo que tirar do seu bolso materiais para a sala de aula.

    Oh! Tem muitos professores heróis nesse Brasilzão. E ninguém valoriza ...

    ResponderExcluir
  16. Hoje é muito mais fácil aprender, ler, viajar, compartilhar. Basta ter uma lan house na cidade. A internet pode ser uma ferramento fabulosa. Google books, tour virtual por museus etc, filmes e músicas no youtube... muito bom

    beijooo

    ResponderExcluir
  17. Olá Bia

    Existem pessoas que tem tudo nas mãos e não aproveitam a sorte que lhes foi dada. Parabéns ppor ser uma pessoa incrível que vc é. Não tinha ideia de sua luta pelo descobrir, saber e conhecer. Admiro sua garra.

    Bjooooooooooo...................
    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Grata pela participação e opinião de todos!

    Fernanda, concordo com vc que a net é uma ferramenta fabulosa! Porém ela só se torna FÁCIL quando vc tem ACESSO á ela. No caso do extremo Norte, povos da florestas, ribeirinhos, colonos que moram em casas de pau a pique, nem tem uma máquina ultrapassada de datilografia...

    Por enquanto vou sonhando com um acesso de informação/educação mais democrático para todos os brasileiros...

    Beijosssssssss e uma ótima semana p/ todos!

    ResponderExcluir
  19. Queria também comentar o comentário da Fernanda: Eu também acho as novas ferramentas simplesmentes mágicas. Imagine uma criança começando os estudos de inglês com dúvidas de pronúncia. O Google Translator é ou não é magia? Outro dia entrei no Google Maps e encontrei as ruínas de Pompéia no Google Street View. Tenho 33 anos e pra mim isso é assombroso. Mas tudo isso não vale nada sem um orientador. O professor.

    ResponderExcluir
  20. Realmente, a liberdade da cartilha é uma coisa que me alegra na educação atual. Tento entender como alguém poderia achar que crianças se interessassem em aprender apenas na cópia e na velha decoreba.
    Bibliotecas são mesmo fantásticas e, creio, um dos melhores e mais amplos recursos do qual a educação escolar pode dispor. O problema é que, para muitos, a biblioteca não tem grande significado, é uma opção para o professor trabalhar menos ou um lugar para mandar o aluno como castigo. (Se bem que eu adoraria um castigo desses.)
    E nesse ponto aparece um problema que encontramos em todas as profissões: o profissional que não gosta daquilo que faz. E aí, o que se faz num caso desses?

    ResponderExcluir

Amo a participação de vocês! Através dos comentários, troca de experiências, informações, alertas, "puxadas de orelhas". Tudo é uma eterna aprendizagem... Grata.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template customizado por Meri Pellens.Tecnologia do Blogger.
Voltar ao topo